Sobre

Pesquisa em andamento pelo projeto Nósdissidências feministas e conta com a colaboração do projeto Núcleo de Inclusão Social – NIS, da UFRJ.

 

Pesquisa certificada no Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil/Lattes, pelo CNPq: dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/6592063547240184

O projeto resgata informações e histórias de lésbicas assassinadas no Brasil. O objetivo central é compreender a motivação desses crimes a partir da análise material da posição na qual a lésbica se encontra na sociedade ocidental contemporânea, da motivação lesbofobica dos crimes e do ódio às lésbicas. Parte-se do princípio que a ordem social da sexualidade é heterossexual e tudo o que se desvia dela é tido como uma afronta ao padrão social instituído.

A lésbica, por sua vez, além de ser desviante, ainda sofre com a misoginia institucionalizada por fazer parte da classe mulher. Um exemplo disso é o nítido apagamento que as mídias reproduzem ao não identificar a violência contra lésbicas como lesbofobia, mas chamá-la de homofobia – erroneamente, uma vez que são violências distintas.

A precariedade de informações dos casos acaba prejudicando a coleta de dados, nem todas as reportagens possuem informações específicas sobre a vida dessas lésbicas suficientes para um mapeamento completo da violência.

Essas são as histórias que ninguém conta, quem ninguém ouve, que ninguém fala sobre.

Caso você tenha como colaborar com alguma outra informação, entre em contato através do e-mail: lesbocidio@gmail.com

 

Contatos: NIS | Site | Facebook | Twitter | E-mail: nis.ufrj@gmail.com

Anúncios